MENU

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Mentira? Simão Jatene recebe o apoio de Jefferson Lima no 2º turno

Candidato ao Senado mais votado em Belém reforçou aliança com o PSDB

 
Por: O Liberal
Campeão de votos em Belém e na Região Metropolitana da capital, com mais de 740 mil votos, o radialista Jeferson Lima (PP), que ficou em segundo lugar na disputa pelo Senado no Estado do Pará, confirmou ontem apoio à reeleição do governador Simão Jatene (PSDB), em encontro realizado em Belém.
“Foram quase 750 mil votos com gastos de R$ 15 mil e apenas um carro-som”, detalhou Jeferson Lima, que percorreu apenas 10 municípios em sua campanha, enfrentando a estrutura milionária do PT e PMDB. Jeferson Lima obteve 49% dos votos para o Senado em Belém e atingiu estratosféricos 53% em Ananindeua. Foi também o mais votado em municípios como Marituba, Benevides, Castanhal, Cametá e Bujaru, entre outros.
Jeferson Lima reconhece que poderia ter uma votação mais expressiva ainda se tivesse percorrido todas as regiões do Estado, mas não teve estrutura para levar seus planos à frente. “Não fui uma única vez ao sul do Pará”, lamenta.
“Agora, vamos trabalhar dia e noite para reeleger Simão Jatene, que é o melhor candidato para o Pará seguir em frente”, afirmou Jeferson Lima, revelando que o apoio a Jatene significa manter a coerência que pauta sua vida pública. O PP, partido de Jeferson Lima, integra a coligação de 14 partidos que embala a candidatura de Simão Jatene.
Liderança política em ascensão, Jeferson Lima destaca que, a partir de agora, vai redobrar os trabalhos que executa há mais de 20 anos à frente de vários programas sociais em Belém e na Região Metropolitana.

O fenômeno eleitoral Jeferson Lima despontou para a política nas eleições para a prefeitura de Belém em 2012, quando sem nenhuma estrutura partidária conseguiu 100 mil votos, ficando na terceira colocação, atrás apenas de Zenaldo Coutinho (PSDB), que acabou eleito, e do ex-prefeito de Belém por dois mandatos, Edmilson Rodrigues, do PSOL.

PARTIDOS

“Saio daqui com a convicção  de que nós vamos vencer essa batalha”, afirmou o presidente do Solidariedade, Wladmir Costa, durante o encontro realizado na tarde de ontem, que reuniu Simão Jatene e os presidentes dos partidos da coligação “Juntos com o Povo”, no Comitê Central da coligação, para afinar as diretrizes da campanha para o segundo turno do governo do Estado. Jatene agradeceu o apoio à sua candidatura à reeleição ao governo do Pará, a todos os integrantes dos partidos políticos  da coligação. “A coisa mais importante nessas eleições foi a nossa unidade nessa história. Não conseguiríamos chegar onde chegamos se não fosse a parceria de todos vocês e por isso faço questão de agradecer”, reiterou, ao comentar o resultado do primeiro turno das eleições.
Na opinião de Jatene o resultado do primeiro turno foi positivo diante dos três meses que ele está na campanha, enquanto seu oponente está fazendo campanha antecipada há um ano e meio, além de ser dono de uma rede de comunicação que faz campanha para o candidato do PMDB disfarçada de matéria jornalística. “O que conseguimos em três meses foi algo fantástico. A gente vê que quem conhece o trabalho do outro candidato não vota nele. Prova disso é que ele perdeu em Ananindeua e em toda a Região Metropolitana”, lembrou.
O presidente do PSB,  Ademir Andrade, informou que a candidata Marina Silva vai apoiar o candidato Aécio Neves no segundo turno das eleições presidenciais. Ele acredita que essa aliança vai fortalecer ainda mais a candidatura de Jatene no Pará e reafirmou o empenho do seu partido na reeleição do governador. “Conte com o nosso incondicional apoio. Todos os nossos candidatos do PSB estão lhe apoiando e trabalhando para a sua eleição”, disse Ademir Andrade.
O candidato a vice governador, deputado Zequinha Marinho, e o prefeito de Ananindeua, Manoel Pioneiro, estiveram na reunião, que contou com a participação dos presidentes de partido Jorge Rezende (PRP), Pastor Raul (PRB), Abraão Benassuly (PSDC), Zé Francisco (PMN), Raimundo Santos (PEN), Zezinho Lima (PT do B), Téo (PTC) e Gerson Peres (PP).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

colabore: envie seu comentario para o blog