MENU

sábado, 18 de junho de 2016

Sargento João Luiz morre em emboscada de criminosos em Novo Progresso


Na tarde desta sexta feira (17), no município de Novo Progresso, numa vicinal, a aproximadamente 50 km do centro urbano, ocorreu o ataque de bandidos contra a guarnição, onde foi alvejado o 1º sargento João Luiz de Maria Pereira, 44 anos de idade, há 23 anos na Polícia Militar do Pará.
Ainda não se tem maiores detalhes de como se deu a morte. O ataque teria ocorrido durante uma verificação de um barraco que os ocupantes se entocaram no mato e passaram a atirar contra os policiais, acertando fatalmente o sargento. A equipe que o sargento João Luiz era o comandante estava dando apoio a uma equipe do IBAMA no combate ao desmatamento ilegal praticado naquele região por madeireiros. Esses madeireiros que utilizam o serviço de jagunços para dar suporte às  suas ações criminosas, já vem demostrando há bastante tempo que estavam dispostos a enfrentar a lei e ontem praticaram esse crime covarde, motivado pela ganância do dinheiro fácil.

O sargento João Luiz era um dos policiais mais alegres da corporação. Onde ele chegava acabava com a monotonia. Não parava nunca, sempre brincando com os colegas de farda. Custa acreditar que ele foi assassinado de forma tão traiçoeira e inútil. O bandido que o matou não conseguirá parar as fiscalizações, que inclusive devem se intensificar e com força e menos tolerância, apenas ceifou a vida de um homem que trabalhava com destemor para garantir a segurança da coletividade e destruiu a felicidade de uma  família inteira e deixou entristecida a família da Polícia Militar do Pará.
O ≤≥ Blog RPI chora a morte do companheiro que tantas vezes preencheu suas postagens com o seu trabalho honesto e dedicado à causa coletiva contra o crime.

2 comentários:

  1. Vá em paz amigo. Dói o peito, olhos cheios de lágrimas clamando por justiça.

    ResponderExcluir
  2. os madeireiros que utilizam o serviço de jagunços para dar suporte às suas ações criminosas são da madeireira floresta verde.

    ResponderExcluir

colabore: envie seu comentario para o blog