MENU

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Tribunal do Jurí de "Catarino do arroz" foi adiado e advogado punido com multa de 50 salários mínimos

O advogado Jorge Luiz  A. Tangerino foi punido com multa no valor de 50 (cinquenta) salários mínimos por abandonar a defesa do acusado de duplo homicídio ocorrido em Moraes de Almeida, Adevir Regelin (vulgo Catarino do Arroz), que ocorreria nos dias 26 e 27 de outubro. Por causa da recusa do advogado em exercer a defesa, o júri foi remarcado para os dias 10 e 11 de novembro e a doutora Tainá Monteiro da Costa, Juíza de Direito e Presidente do Tribunal do Júri, aplicou a penalidade prevista no art. 265 do CPP, podendo o advogado apesentar justificativa, que segundo a juíza, será levada em consideração em pleito de revogação, apesar de não ter sido apresentada em tempo hábil, causando prejuízo à celeridade e economia processual.

O crime



O duplo homicídio ocorreu por volta das 23h15min do dia 20/05/13, onde Adevir Regelin (vulgo Catarino do Arroz) vitimou sua esposa, Cinthya Maria Silva, 20 anos de idade, e sua sogra, Osmarina Alves Silva, de 43 anos de idade, com tiros de espigada calibre 12, fato  ocorrido no distrito de Moraes Almeida, no interior de sua residência.

≤≥ Blog RPI

terça-feira, 25 de outubro de 2016

Fundador da Telexfree admite 'fraude' e esquema de pirâmide financeira

Empresa dava prêmios para quem trouxesse clientes a serviço de telefonia.
Serviço chegou ao Brasil em 2012 e atraiu 1 milhão de pessoas no mundo

Do G1 em SP

O americano James Merril, um dos donos da Telexfree, admitiu ser culpado por "fraude" e "conspiração" à Justiça de Massachusetts, de acordo com informações do jornal The Wall Street Journal. Merril e seu sócio brasileiro, Carlos Wanzeler, são acusados de montar um esquema de pirâmide financeira para venda do serviço de telefonia Voip que atraiu cerca de 1 milhão de pessoas.

A confissão de Merril foi feita em meio à um acordo com os promotores para redução de pena. Ainda assim, ele poderá pegar até 10 anos de prisão e terá de devolver bens avaliados em US$ 140 milhões.
O julgamento de Merril será em fevereiro de 2017. Seu sócio brasileiro é considerado foragido nos Estados Unidos.
A empresa chegou ao Brasil em 2012. A Telexfree oferecia ligações de longa distância mais baratas pela internet e prometia ganhos de mais de 200% ao ano para quem publicasse anúncios e trouxesse novos clientes. As investigações nos EUA apontaram que menos de 1% do que a empresa recebia vinha dos produtos de telefonia e que a empresa é um esquema de pirâmide disfarçada.

sábado, 22 de outubro de 2016

Assaltante "neném"de Itaituba é morto a tiros em Belém

Jovair de Sousa Costa, de 34 anos, foi morto a tiros ontem, na cama e diante da companheira, com quem conversava. Valdirene da Silva Sodré, de idade não divulgada, foi poupada pelo assassino. O matador fugiu e ainda não foi preso. O número de disparos que tiraram a vida de Jovair não foi divulgado.
"Neném" é da família do presidiário "mole" que costumeiramente faz companhia aos outros  irmãos e a mãe na casa penal de Itaituba. Ele continuava atuando na vida do crime em Belém desde que liberado pela justiça ao ser transferido de Itaituba para a capital por ser um preso inconveniente, que dava muito trabalho para a administração do CRRI.


A casa em que ele foi morto mostra bem o futuro que ele teve. Assim como a maioria dos ladrões, ele morreu na miséria, bem distante do sonho de se dar bem na vida sem trabalhar, roubando pessoas trabalhadoras.
≤≥ Blog RPI com informações  do jornal Diárioonline

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Candidato à prefeitura de Belém, Zenaldo Coutinho, teve registro cassado pela justiça eleitoral

O juiz da 97ª Zona Eleitoral, Antônio Cláudio Criz, cassou o registro ou diploma do candidato à reeleição da Prefeitura de Belém, Zenaldo Coutinho (PSDB) e seu vice, Orlando Reis, nesta quarta-feira (19) e o condenou ao pagamento de multa, por entender ele e o seu vice se beneficiaram de conduta ilícita, configurando abuso de autoridade e uso do dinheiro público para alavancar a candidatura.
A sentença emitida pelo Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE-PA) destaca que há dezenas de vídeos de propaganda institucional publicados no Facebook oficial da Prefeitura de Belém, com participação de Zenaldo e enaltecendo as qualidades da atual gestão municipal.
Segundo a sentença, "não se trata apenas de disponibilizar propaganda institucional em período vedado, mas, também, de fazer uso do dinheiro público com o objetivo de promover o réu Zenaldo Coutinho, em afronta ao princípio administrativo da impessoalidade e um abuso de autoridade na forma de legislação eleitoral."
Da mesma forma, o documento enaltece, em alegações finais, o "cabimento da cassação do registro dos réus, inclusive pela reincidência" e "que eles já foram condenados em quatro processos, bem como o fato de que as mídias ainda estavam disponíveis quase dois meses após o início do período vedado."
A sentença diz ainda, que o "Ministério Público Eleitoral pugnou pela procedência dos pedidos da autora, quando, ao mesmo tempo, pediu a realização de perícia" nas mídias.
Segundo o documento, "acusação é a prática de propaganda eleitoral travestida de propaganda institucional perpetrada pelo atual gestor do município de Belém Zenaldo Coutinho e seu companheiro de chapa Orlando Reis."
A sentença enfatiza ainda, o fato de Zenaldo ser candidato à reeleição para o cargo que atualmente ocupa hoje, torna ainda "mais grave a conduta".
No documento é ressaltado o evidente "abuso de poder público e de autoridade, e que as penas pecuniárias não conseguiram inibir os réus da continuidade delitiva, sendo, pois, de todo necessário a aplicação de pena mais grave, tal como cassação do registro, com a multa aumentada."
A decisão proferida pelo TRE-PA e julgada procedente a representação formulada pela Coligação Juntos Pela Mudança, integrada pelo PSOL, PDT, PV e PL, ao reconhecer que Zenaldo e seu vice Orlando Reis "se beneficiaram da conduta ilícita" e "determinar a imediata cassação da conduta vedada, impondo, a cada um dos representados, o pagamento em dobro da multa anteriormente imposta, ou seja, o correspondente a R$ 60 mil”.

Em nota, a assessoria de Zenaldo Coutinho informou que a decisão cabe recurso para o Pleno do Tribunal Regional Eleitoral, providência que já está sendo tomada pela assessoria jurídica do candidato. 
A nota diz ainda, que Zenaldo não está impedido de prosseguir sua campanha e que a agenda de caminhadas, assim como o horário eleitoral no rádio, televisão, internet e debates estão mantidos e garantidos por lei.
(Diário do Pará)

Polícia Federal prende Eduardo Cunha


O deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB) foi preso na tarde desta quarta-feira (19) pela Polícia Federal em Brasília. O pedido de prisão preventiva feito pelo Ministério Público Federal (MPF) foi aceito nesta terça-feira (18) pelo juiz federal Sérgio Moro, da Lava Jato, que determinou a prisão do peemedebista. Após ser detido, Cunha foi levado para o hangar da PF no Aeroporto de Brasília para embarcar para Curitiba, onde estão sendo conduzidas as investigações. A previsão é de que Cunha chegue entre 17h e 18h à capital do Paraná.
Ao atender o pedido de prisão feito pelo Ministério Público Federal (MPF) e por procuradores da força-tarefa da Lava Jato, Moro disse que Eduardo Cunha tem como "modus operandi" agir "subrepticiamente, valendo-se de terceiros para obstruir ou intimidar".
"Embora a perda do mandato represente provavelmente alguma perda do poder de obstrução, esse não foi totalmente esvaziado, desconhecendo-se até o momento a total extensão das atividades criminais do ex-parlamentar e a sua rede de influência.", disse o juiz.
Segundo Moro, há provas de que Cunha foi "beneficiário de propinas" em contratos da Petrobras, em valores depositados em contas secretas no exterior e que não foram ainda totalmente recuperados. Para o juiz, a prisão foi decretada para evitar a obstrução das investigações e impedir que ele volte a cometer crimes, além de “prevenir que o acusado se refugie no exterior com o produto do crime".
A prisão foi decretada na ação penal em que o deputado cassado é acusado de receber R$ 5 milhões, que foram depositados em contas não declaradas na Suíça. O valor seria oriundo de vantagens indevidas, obtidas com a compra de um campo de petróleo pela Petrobras em Benin, na África. O processo foi aberto pelo Supremo Tribunal Federal, mas após a cassação do ex-deputado, a ação foi enviada para o juiz Sérgio Moro porque Cunha perdeu o foro privilegiado.
Eduardo Cunha é réu na Lava Jato por corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. O peemedebista teve seu mandato cassado no dia 12 de setembro e, consequentemente, perdeu foro privilegiado no Supremo Tribunal Federal (STF), tendo seu processo remetido para a primeira instância da Justiça em Curitiba.
Em seu despacho, Moro determinou, ainda, que a Polícia Federal realize busca a apreensão na residência do ex-deputado no Rio de Janeiro, "com as cautelas devidas para evitar incidentes desnecessários".
Cunha é acusado de corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas a partir da manutenção de contas secretas na Suíça. Uma colaboração entre o Ministério Público daquele país e o órgão análogo no Brasil descobriu que as propinas oriundas do esquema de corrupção na Petrobras foram depositadas em bancos suíços.
Na segunda-feira (17), o juiz Sérgio Moro emitiu o pedido de intimação do ex-deputado. O documento foi encaminhado à Justiça Federal do Rio de Janeiro, onde o peemedebista mora. O juiz da Lava Jato havia dado prazo de 30 dias para que a Justiça do Rio intimasse Cunha. A partir de então, a defesa do ex-deputado teria 10 dias para entregar a defesa.
(Jornal do Brasil)

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Tribunal do juri condena picoleseiro a 12 anos de prisão em Itaituba

Em mais um júri popular ocorrido em Itaituba foi levado a julgamento na quinta feira (14) Elízio Alfredo que trabalhava vendendo picolé, que matou no dia 17/08/2015, na travessa Justo Chermont com Sétima rua do bairro Bela Vista, Claudiana Rego Silva, que morreu ao dar entrada no HMI.
Elízio foi condenado a 12 anos de reclusão pelo homicídio e continua encarcerado no presídio de Itaituba.
≤≥ Blog RPI

Tribunal do juri condena acusado de homicídio a 12 anos de prisão em Itaituba

vítima


Na quinta feira (13) da semana passada a justiça de Itaituba realizou o julgamento de Jhon Wesley Sousa Rocha, acusado de matar a facada Anderson da Silva Pontes, crime ocorrido na madrugada do dia 31 de janeiro, no antigo clube do Boteco do Fabão, que funcionava no bairro da Liberdade.







Jhon foi condenado pelo Tribunal do júri a 14 anos de reclusão  e continua recolhido na casa penal de Itaituba.
acusado
≤≥ Blog RPI

domingo, 16 de outubro de 2016

Final de semana com mortes por homicídio e acidentes de transito em Itaituba

Este final de semana tem sido pesado para o povo itaitubense. Na sexta feira (14) por volta das 18:30 duas pessoas morreram em um acidente em frente ao parque de exposição de Itaituba num acidente envolvendo uma moto e um carro, onde foram vítimas Mauro Rodrigues de Mesquita, que pilotava a moto e o passageiro Francisco Barroso da Costa. A senhora Patrícia Queiroz de Almeida que dirigia o veículo Troller, placa jvr 8949 não sofreu ferimentos, mas estava nervosa diante da tragédia. Aos policiais foram repassadas informações que a moto estaria transitando na contramão na hora da batida, pois estaria fazendo uma ultrapassagem proibida no trecho da BR Transamazônica.

Na noite de sábado (15) por volta das 21:50 ocorreu um homicídio no bairro São Francisco por esfaqueamento com 7 perfurações, tendo como vítima Clóvis Vieira da Rocha, Dois suspeitos de participação no crime foram ouvidos pela Polícia Civil e teriam declinado o nome do autor do assassinato. 
Já na manhã de hoje (16) por volta das 04:00 ocorreu mais uma morte por acidente de trânsito.  Moisés da Silva Viana, 25, que conduzia a moto CG 125, placa jxr-0229, colidiu contra um poste da rede Celpa na 29ª rua do bairro Santo Antônio, morrendo no local.
Além desses fatos lamentáveis aqui na sede, houveram casos de corpos encontrados na região rural e garimpeira de Itaituba.
≤≥ Blog RPI

sábado, 8 de outubro de 2016

PM prende em Campo Verde, distrito de Itaituba, suspeito de cometer estupro contra uma criança de 9 anos

Um caso de suspeita de estupro de menor ocorrido em Campo Verde, comunidade de Itapacurazinho, resultou na prisão de Edimilson Clementino da Silva, 54 anos. Segundo a denúncia ele foi surpreendido pela mãe da vítima quando abusava do garoto. A mãe do garoto já teria vivido com o suspeito e o caso de abuso pode ser recorrente desde quando ele morava na mesma casa. O sargento Edenê, comandante do destacamento da PM em Campo Verde, fez a apresentação na 19 Seccional de Itaituba do acusado, que foi flagranciado e aguardará a decisão da justiça sobre a sua situação. 

≤≥ Blog RPI

domingo, 2 de outubro de 2016

Valmir foi eleito prefeito e Câmara tem forte renovação nas eleições em Itaituba

Eleição para prefeito

Itaituba elegeu ao cargo de prefeito Valmir Climaco com 26. 293 votos (50,06%). O segundo colocado foi Ivan Dalmeida com 15.244 (29,03%) e a atual prefeita ficou com o terceiro e último lugar, com 10.921 votos (20,91%).
Os eleitores itaitubenses 75.439 estão distribuídos em 249 seções, com comparecimento às urnas de 55.199 (73,17%), abstenção de 20.239 (26,83%), votos em branco totalizaram 683 (1,24%) e nulos 1.998 (362%).
Ao cargo de vereador tivemos eleitos
1- Nen de Miritituba com 1.739 votos
2- Peninha com 1.733 votos
3- Diego Mota com 1395 votos
4- Daniel do Posto Dado com 1.333 votos
5- Maria Pretinha com 1.264 votos
6- Enfermeiro Raimisson com 1.249 votos
7- Zé Belloni com 1.247 votos
8- Junior Pires com 1.156 votos
9- Dirceu Biolchi com 1.130 votos
10- Antônia com 1.095 votos
11- Wescley Tomaz com 1.070 votos
12- Cebola com 1.042 votos
13- Dadinho Camioneiro com 1.001 votos
14- Manoel Dentista com 970 votos
15- David Salomão com 725 votos

Oito vereadores não conseguiram se reeleger: Orismar Gomes, Toninho Piloto, Iamax, Célia, João Paulo, Diomar Figueira, Isaac Dias e Diniz. São nove que assumem a vereança em 2017, pois Nicodemos Aguiar não concorreu a reeleição, foi eleito na chapa de Valmir a vice.
≤≥ Blog RPI