MENU

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Grupo é preso pela PM com armamento "pesado" em Itaituba

Na madrugada de hoje (25) a Polícia Militar prendeu 5  homens, dentre os presos está um policial militar que está em processo de aposentadoria. Com eles foram encontradas armas que são vistas somente em poder de quadrilhas especializadas em roubo de grande porte. Além de uma espingarda e um revólver, que seria do subtenente, duas armas de grande poder ofensivo, um rifle mosquetão calibre 556 ou equivalente e uma submetralhadora calibre 762. À polícia eles disseram que estavam na região para recuperar um trator que pertenceria a José Gomes Filho, morador de Santarém. O fato que se necessita esclarecer é a quem pertence realmente essas armas e como eles conseguiram. Não são armas que um cidadão qualquer tem guardado em casa. Somente colecionadores e instituições do Estado possuem esse armamento, além, é claro, de traficantes de armas que cobram altas quantias por elas. Inclusive, é comum empresários do crime que alugam esse armamento para a prática de roubo. Se alguém estava nesse grupo apenas para receber a recompensa por prática do crime de reaver um bem sem os meios legais, usando a força bélica desse armamento para tomar um trator que teria sido roubado, não pode negar que as armas que estavam em poder do grupo remetem à suspeita de prática de quadrilha de assaltantes de banco.
Ricardo Rômulo dos Santos Ribeiro (subtenente PM), Joseildo Gomes dos Santos, José Gomes filho (dono do trator roubado), Adriano de Andrade Mota e Frank da Conceição Soares (morador de Itaituba, já envolvimento em outras situações suspeitas)
Após ouvir os cinco o delegado Djalma decidiu pela autuação do subtenente que não possui registro do revólver que portava e  de Adriano de Andrade Mota, que disse ser o dono das demais armas.
≤≥ Blog RPI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

colabore: envie seu comentario para o blog