MENU

terça-feira, 1 de setembro de 2015

Itaituba: Lá vem o progresso

balsaNo oeste do Pará, a cidade de Itaituba concentra obras estratégicas para o governo federal, mas, diante da infraestrutura precária, seus moradores temem ficar fora da bonança do desenvolvimento.

Uma rua de terra divide as comunidades Vila Nova e Vila Caçula, sustentadas em cima de palafitas à beira do rio Tapajós, que banha a orla do município de Itaituba, no oeste do Pará. A reportagem da Pública se aproxima de duas casas para entrevistar seus moradores. Do alto das escadarias de madeira, eles negam. “A gente dá entrevista e nossa situação aqui não muda. Não vou falar”, diz um senhor de pele morena, cabelos brancos e óculos acompanhado da esposa, que também responde com um sonoro “não”.
clip_image002
O bairro de estrutura precária não tem água encanada e o esgoto, despejado no rio, corre por baixo das casas. Mas a situação não é exclusiva de Vila Nova e Vila Caçula. Não existe rede de tratamento de esgoto na cidade. Nas ruas do centro, as calçadas desreguladas fazem com que seja mais fácil caminhar pela rua. Ali, são raras as vezes em que se consegue completar uma ligação de celular. Em busca do prédio da prefeitura, a equipe de reportagem passou por quatro edifícios até descobrir que o órgão não possui uma sede.
Itaituba é a maior cidade da região do médio Tapajós, que deve receber nos próximos anos um conjunto de obras estratégicas para a economia nacional. Com a construção de estações de transbordo (que recebem os grãos de soja e milho para enviá-los aos portos em balsas), uma hidrovia e o asfaltamento de rodovias federais, o oeste do Pará se tornou um importante foco de atenção da indústria agropecuária. Ali se forma um dos corredores estratégicos para escoamento de grãos produzidos no Mato Grosso.
A essas obras soma-se o projeto de um complexo de sete hidrelétricas na região. Três no rio Tapajós, duas delas ligadas diretamente a Itaituba, e quatro no seu afluente Jamanxim. A mais avançada delas é São Luiz do Tapajós, com capacidade de 8.040 megawatts, prevista para ser construída a 65 km de Itaituba. Se os estudos de impacto da hidrelétrica forem aprovados pelo Ibama, órgão licenciador do projeto, o leilão da usina deve ocorrer ainda este ano. A previsão é que São Luiz custe R$ 30 bilhões. A segunda usina prevista para o Tapajós, a de Jatobá, também está em processo de licenciamento ambiental.
Mas enquanto os projetos avançam, o receio é que os benefícios do desenvolvimento passem à margem da cidade. Se construída, a hidrelétrica de São Luiz será a terceira maior do Brasil em potência. E, com pouca infraestrutura, Itaituba corre o risco de passar pela mesma situação que Altamira, onde está sendo construída a usina hidrelétrica de Belo Monte. Lá, a cidade vive o impacto das obras com o crescimento desordenado que provoca especulação imobiliária, problemas no atendimento à saúde e crescente violência.
“É uma situação que pra nós não sabemos se vai ser benéfica. Pro sul do Brasil vai. Pro centro-oeste vai. Mas e pra nós que aqui estamos?”, questiona Davi Menezes, 44 anos, presidente do Fórum de Entidades de Itaituba, órgão que reúne 22 instituições, como OAB, Associação Comercial, o Rotary Club e a Maçonaria. O Fórum surgiu com o objetivo de representar a classe empresarial de Itaituba frente à implantação dos projetos. Até agora a realidade não alcançou as expectativas. “Tem um empresário aqui que comprou quase 200 mil EPIs [Equipamentos de Proteção Individual]. Sabe o que ele vendeu? Nenhuma luva”, se indigna Menezes. “Ele preparou-se, com estoque, para vender para construção dos portos e não vendeu nada. Trouxeram tudo de fora”. Para ele, os interesses das grandes empresas que chegam à cidade se sobrepõem aos dos empresários locais.

TRANSFERÊNCIA DE VEÍCULOS USADOS FICA MAIS SIMPLES


Um sistema para simplificar a venda de carros no Brasil e dar segurança a quem repassa seu carro usado para concessionárias e revendas multimarcas: este é o objetivo do Registro Nacional de Veículos em Estoque - RENAVE, que chega em 2016 para extinguir o livro físico de registro e viabilizar a escrituração eletrônica de movimento de entrada e saída de veículos em lojas de revenda de carros usados.

A formação de um banco de dados virtual facilitará o acesso a todos e combaterá a burocracia, eliminando etapas, barateando o processo de compra e venda de veículos, agilizando as transações e reduzindo gastos com trâmites burocráticos, ao eliminar registros físicos, partindo para um registro eletrônico único, feito no ato da venda.

O RENAVE permitirá o registro eletrônico do estoque das revendas, o comunicado eletrônico de venda do veículo, a eliminação da necessidade de transferência da propriedade dos veículos para a revenda e a certeza ao cidadão que entrega seu carro nos revendedores multimarca de que não será responsabilizado por eventuais multas ou quaisquer outras ocorrências.

A mudança também alcançará a venda de veículos novos, integrando a nota fiscal eletrônica e o Renavam, criando pras secretarias de Fazenda uma base de dados em tempo real de informações de veículos emplacados.

Pra completar, o governo pretende integrar bases de dados do Denatran, Detrans, Receita Federal e secretarias estaduais de Fazenda para, no futuro, organizar num só sistema toda a cadeia dominial do veículo, com dados que englobam desde a primeira venda até sua inutilização.
(DOL)

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

O presidiário "Neguinho da banana" foi preso pela Polícia Militar em Itaituba


Darcivaldo da Silva Almeida, o "neguinho da banana" que cumpre pena no presídio de Itaituba, goza do benefício de sair durante o dia do presídio local, voltado apenas no fim da tarde. E como era de se esperar a qualquer momento ele seria pego pela PM praticando novo crime, já que a índole do jovem é péssima.

O Serviço Reservado da Polícia Militar vinha acompanhando os passos do malandro que enquanto gozava da liberdade aproveitava para praticar crime. E como existe uma demanda dentro do presídio por droga e celular, os policiais descobriram que ele estaria levando material ilícito para dentro do presídio e montaram uma operação para pegá-lo em mais um ato delituoso, dentre tantos que ele já praticou desde tenra idade. A operação envolvendo o PM2 começou logo cedo, pois sabiam que ele iria recolher esse material hoje, mas não sabiam o horário. Então o Serviço Reservado acompanhou todos os passos do bandido desde que saiu do CRRI até o momento que ele pegou o produto no residencial Virland Freire por volta do meio dia e meia. Aí uma guarnição do serviço prendeu em flagrante aquele que já está teoricamente preso.


























Foram apreendidas duas balanças de precisão, entorpecente e celulares.
≤≥ Blog RPI

Djacir admitiu aparecer nas filmagens, mas nega crime em Itaituba (PA).

Do G1 Pará

Djacir Ferreira de Sousa estava preso em Goiás por outros assassinatos

Chegou a Belém no final da tarde deste domingo (30), Djacir Ferreira de Sousa, apontado pela polícia como o assassino da procuradora do município de Itaituba, Leda Marta Lucyk dos Santos, 40 anos, da filha dela Hanna Estela, 10 anos, e de uma funcionária da família, Taynara Siqueira. Djacir estava preso no estado de Goiás, onde é suspeito de cometer outros crimes.

O triplo homicídio foi no dia 22 de fevereiro de 2014. Elas foram mortas a facadas dentro de uma loja de propriedade da procuradora, em Itaituba, no sudoeste do Pará. O ex-marido de Leda, o advogado Altair dos Santos, foi apontado pela polícia como o mandante do crime.

"Nós já inquirimos ele lá na cidade de Estrela do Norte (GO) e no momento de sua oitiva ele admitiu ser a pessoa que aparece nas filmagens comprando a faca, adentrando no estabelecimento onde foram assassinadas a doutora Leda, a pequena Hanna e a senhora Tayna. Mas ele nega que tenha cometido esse crime, bem como ele nega conhecer o doutor Altair dos Santos, advogado que se encontra preso", explicou o delegado Silvio Birro.

Djacir estava preso há cerca de 60 dias em Goiás. Ele foi autuado em flagrante por matar a facadas um idoso de 80 anos. De acordo com a polícia, Djacir é suspeito de ter cometido outros três assassinatos em Goiás. No Pará, ele deve permanecer preso.

"Durante a instrução processual ficou provado que o mandante teve conversas com Djacir e por isso ele foi pronunciado. Provavelmente por isso que o Djacir hoje está preso e vai permanecer preso até o final da instrução dele, que está suspensa agora e retomará seu curso normal: vai enfrentar o Tribunal do Júri, onde nós vamos buscar a condenação", afirmou o advogado assistente de acusação, Rodrigo Godinho.

Entenda o caso

Triplo Homicídio Itaituba Ieda Marta Lucick dos Santos Procuradora (Foto: Reprodução/ TV Liberal)A advogada Leda Marques, a filha Hanna Estela e a funcionária da família, Taynara Siqueira, foram mortas a facadas no dia 22 de fevereiro de 2014 em Itaituba, sudoeste do Pará. Os corpos foram encontrados por volta das 20h.

O circuito interno de filmagem do local onde aconteceu o crime registrou o momento em que Djacir entra antes e sai após o crime da loja. A faca usada para matar as três pessoas foi encontrada em uma lixeira distante uns 60 metros do local.

O ex-marido de Leda, Altair dos Santos, foi apontado pela polícia como o mandante do crime. Ele teve a prisão preventiva decretada dois dias após os assassinatos. Ele teria encomendado a morte da esposa e da própria filha por não ter aceitado a separação.

"Há muitos elementos, muitas evidências, todas que conduzem ao único suspeito de ter mandado e tramado matar a Leda, que é o seu ex-marido Altair, que está preso. Evidente que agora com a prisão do Djacir, novas provas técnicas serão produzidas", afirmou Jarbas Vasconcelos, presidente da OAB-PA.

domingo, 30 de agosto de 2015

Cobrança de chamadas no Whatsapp viola Marco Civil da Internet, diz entidade

A Proteste Associação de Consumidores pediu abertura de inquérito contra empresas de telefonia por eventuais bloqueios nos serviços de chamada de voz em aplicativos como WhatsApp e Viber. A representação foi feita junto à 3ª Câmara de Consumidor e Ordem Econômica da Procuradoria-geral da República (PGR) esta semana. Cinco entidades se uniram à Proteste na representação.

“As empresas não têm direito de interferir nos aplicativos de voz. Não se pode bloquear o acesso a um determinado aplicativo. Essa representação é para que o consumidor não seja prejudicado”, explicou a coordenadora institucional da Proteste, Maria Inês Dolci. Segundo ela, as empresas de telefonia já se movimentam contra aplicativos de chamada de voz que não usam a linha telefônica tradicional, e sim conexão à internet.

As entidades de defesa do consumidor alegam que a prática fere o Marco Civil da Internet ao desrespeitar as garantias de neutralidade e prestação adequada do serviço. “Estamos pedindo providências, estamos levando em conta o Marco Civil, que fala que a habilitação do terminal é mediante o endereço IP [identificação de um dispositivo na rede]. Não se pode restringir acesso ao IP”, analisou Maria Inês.

Além da representação junto à PGR, a Proteste criou uma petição online (http://www.proteste.org.br/nao-calem-whatsapp) contra o bloqueio de aplicativos como WhatsApp, Viber e Messenger, vinculado ao Facebook. Segundo Maria Inês, as assinaturas também serão entregues ao Ministério Público Federal.

Procurado pela Agência Brasil, o Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (Sinditelebrasil) não quis comentar o assunto, assim como as operadoras Claro, Vivo e Oi. A Tim não respondeu até o fechamento da matéria.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) explicou que os chamados serviços “Over The Top”, aplicativos que requerem conexão com a internet, não são regulados por ela. “O presidente da Anatel, João Rezende, esteve na Câmara dos Deputados semana passada e, após audiência pública, explicou aos jornalistas que, numa análise preliminar, os serviços 'Over The Top' não são reguláveis pela agência porque não são, nos termos da lei, serviços de telecomunicações, mas serviços de valor adicionado”, informou, por meio de nota.

Audiência Pública

Na última quarta-feira (26), a Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados aprovou a realização de três audiências públicas para debater a regulamentação e taxação de serviços como WhatsApp, Netflix e GlobosatPlay. Ministério das Comunicações, representantes das empresas de telefonia e entidades de defesa do consumidor serão convidados a contribuir com o debate.

O requerimento foi apresentado pela deputada Eliziane Gama (PPS-MA) após o ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, ter dito em audiência na Câmara que é preciso regular algumas atividades que “atuam à margem da lei, por exemplo, aplicativos que fornecem chamadas de voz sem serem operadoras”.

“É preciso encontrar uma maneira – que não é fácil, porque são serviços que se apoiam na rede mundial de computadores – para regular algumas atividades que atuam à margem da lei, por exemplo, aplicativos que fornecem chamadas de voz sem serem operadoras”, disse o ministro durante audiência pública no dia 19 de agosto.

Para Eliziane, a avaliação de Berzoini é preocupante, pois pode significar a taxação de um serviço pelo qual o consumidor já paga, por meio do pacote de internet contratado com a operadora. “A gente paga por isso, não se transmite mensagem de graça. E isso se aplica pra tudo, não só WhatsApp. A telefonia é muito cara e metade do que se paga é imposto”, disse a deputada à Agência Brasil.
(Agência Brasil)

sábado, 29 de agosto de 2015

Polícia procura padrasto acusado de agressão grave contra criança de 1 ano de idade em itaituba

Na manhã de hoje, 29/08, funcionários do hospital municipal ficaram estarrecidos com a sena que viram. Uma criança de pouco mais de 1 ano com várias lesões pelo corpo, inclusive marcas do que seria a mão do agressor e mordida. Segundo informações a criança apresentava sangramento em função das lesões sofridas. O acusado Everton Queiroz, 22 anos fugiu ao ser avisado pela mãe dele de que poderia ser preso. A polícia Militar fez várias buscas, mas infelizmente até as 23 horas ainda não tinha localizado o acusado. 
Everton não retornou para o trabalho na tarde de hoje no mercadinho localizado no bairro Liberdade onde trabalhava como entregador. Também não foi encontrado na casa da mãe dele no conjunto Minha Casa Minha Vida do Piracanã
≤≥ Blog RPI

Jovem assassino é preso pela Polícia Militar em Itaituba

Durante as buscas aos assassinos do engenheiro do DNPM a polícia acabou prendendo um jovem para o qual havia mandado de prisão preventiva por homicídio. Abaixo a postagem do crime que recai sobre Jean dos Santos Araujo acusado pelas testemunhas de ser um principais envolvidos na morte de Gean Vanderley de Jesus, ocorrido no dia 16 de julho na Quarta rua do bairro Bela Vista, próximo a empresa Oi.

Jean confessou a participação no crime e como já tinha mandado de prisão seria encaminhado à tarde para o presídio local.

Homem é morto a pedradas e facadas na Bela Vista em Itaituba

Na quinta feira, 16/07, foi encontrado o corpo de Gean Vanderley de Jesus, 29 anos, ao lado da telefônica Oi, em um terreno baldio, atrás de um galpão que está ainda em construção. Segundo o irmão a vítima morava ali perto, na 3ª rua, e que ela costumava beber por perto de onde ocorreu o crime. Ainda na noite da quinta feira se conseguiu o nome dos suspeitos que foram vistos no local em uma bebedeira. Já a vítima havia saído de casa por volta das 21 horas. Ainda segundo o parente de Gean existem imagens que mostram os suspeitos lavando as mãos e correndo do local. A polícia civil ouviu uma parente dos suspeitos que informou os nomes e onde moravam. Com as as informações espera-se que esses assassinos covardes sejam presos nos próximos dias.
≤≥ Blog RPI

Homicídio na rua Hugo de Mendonça em Itaituba

Na madrugada de hoje, 29/08, um crime brutal assustou a população de Itaituba. Um engenheiro do DNPM que estava na cidade a serviço foi morto a facadas e terçadadas por ladrões. Era por volta de 01h30min quando ele em companhia de mais dois funcionários retornavam da orla para o hotel do Piauí que fica localizado na rua doutor Hugo de Mendonça, próximo ao banco do Estado, quando faltava em torno de 40 metros do hotel eles foram atacados pelos ladrões. Os dois companheiros de Paulo Roberto Alves, 55, conseguiram fugir , mas ele não. Violentamente ferido ele morreu ali mesmo, sem nenhuma chance de defesa, pois consta nos relatos que eram três agressores armados de faca e facão.
Dois dos três assassinos foram presos em flagrante pela guarnição do sargento Araujo e cabos Claudenes e Eronias.
 Geovane Lisboa da silva, 18 anos de idade
 Paulo Roberto Alves, oriundo do rio grande do Sul, foi vitimado
17 anos-AGR  
≤≥ Blog RPI

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

População brasileira supera os 204 milhões

A população brasileira superou a marca dos 204 milhões de habitantes neste ano. Segundo estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgadas nesta sexta-feira (28) no Diário Oficial da União, o país tinha em 1° de julho deste ano, 204.450.649 habitantes. No ano passado a população estimada era 202.768.562.
O IBGE também divulgou as populações estimadas das 27 unidades da federação e dos municípios brasileiros. O maior estado do país, São Paulo, tem 44,4 milhões de pessoas. Outros cinco estados têm populações que superam os 10 milhões de habitantes: Minas Gerais (20,87 milhões), Rio de Janeiro (16,55 milhões), Bahia (15,2 milhões), Rio Grande do Sul (11,25 milhões) e Paraná (11,16 milhões).
Três estados têm populações menores do que 1 milhão: Roraima (505,7 mil), Amapá (766,7 mil) e Acre (803,5 mil).
As demais unidades da federação têm as seguintes populações: Pernambuco (9,34 milhões), Ceará (8,9 milhões), Pará (8,17 milhões), Maranhão (6,9 milhões), Santa Catarina (6,82 milhões), Goiás (6,61 milhões), Paraíba (3,97 milhões), Amazonas (3,94 milhões), Espírito Santo (3,93 milhões), Rio Grande do Norte (3,44 milhões), Alagoas (3,34 milhões), Mato Grosso (3,26 milhões), Piauí (3,2 milhões), Distrito Federal (2,91 milhões), Mato Grosso do Sul (2,65 milhões), Sergipe (2,24 milhões), Rondônia (1,77 milhão) e Tocantins (1,51 milhão).
(Agencia Brasil/Jornal do Brasil)

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Projeto ganhando a liberdade do Sistema Penal funciona bem em Itaituba: um preso fugiu

Na manhã de hoje, 29/08,  o fujão ao perceber que o cerco da PM se fechava contra ele, correu para o presídio e se entregou.
O Sistema Prisional do Pará está com um projeto que busca a reintegração do preso na sociedade. Nesse projeto os presos entram em contato a sociedade através de trabalhos realizados em órgãos públicos e, como recompensa, eles tem remissão de pena proporcional aos dias trabalhados. Porém o sugestivo nome do projeto caiu como uma luva para a fuga de Ton Ton, Antonio Glenilson Marinho Castro, um dos sete participantes do projeto de hoje, 27/08, realizado na EETEPA, que empreendeu fuga num momento de descuido dos agentes penitenciários.

≤≥ Blog RPI