MENU

sábado, 9 de dezembro de 2017

ANTT realiza audiência para discutir Ferrogrão em Sinop

O município de Sinop recebeu, na tarde desta sexta-feira, 08, a penúltima das audiências públicas realizadas pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) com objetivo de discutir a Ferrovia Ferrogrão entre os municípios de Sinop (MT) e Itaituba (PA). Nestes encontros a autarquia colhe subsídios que possam aprimorar a minuta de edital e estudos técnicos que vão disciplinar as condições em que se dará a concessão.

Itaituba e Novo Progresso

Também foram realizadas audiências em Cuiabá, Brasília e Belém (PA), enquanto que as previstas para Itaituba e Novo Progresso foram canceladas em razão do bloqueio feito por indígenas  na porta do local onde seria realizada a de Itaituba, que culminou com a suspensão também da de Novo Progresso.

Com uma extensão estimada em 933 quilômetros, a Ferrogrão deve atuar no escoamento da produção agrícola (soja, milho), além de fertilizantes e combustíveis, entre os dois Estados, proporcionando o acesso mais ágil da produção brasileira à Europa, mediante uso dos portos do Arco Norte brasileiro. De acordo com os estudos apresentados, entre a construção e a operação estão estimados investimentos de R$ 14 bilhões. Deste total, R$ 6,4 bilhões devem ser aplicados na construção da linha férrea; outros R$ 1,7 bilhão no sistema de sinalização, terminal, Centro de Comando e Operação; R$ 4,5 bilhões referentes ao veículo ferroviário para realização do transporte; entre outros.
“Este momento é apenas a discussão dos estudos. Em nenhum momento estamos fazendo concessão, mas tentando melhorar o documento técnico e jurídico que está colocado no site da ANTT, para que possamos melhorá-lo. Quando avançarmos à etapa seguinte, que é discutir de forma mais ampla com o próprio Governo e os eventuais interessados na concessão, que os estudos já tenham sido exaustivamente discutidos com a sociedade”, explicou Jean Mafra, da Superintendência de Ferrovias da ANTT.
Diferentemente de outras concessões de ferrovias, a Ferrogrão deve ser construída sob modelo vertical, isto é, quando uma mesma empresa vencedora da licitação constrói e opera o empreendimento. A licitação será realizada por meio de leilão, cujo vencedor será aquele que apresentar maior oferta de outorga (maior lance). Empresas brasileiras e estrangeiras poderão participar da licitação. 
Os debates não contam com a presença do Ministério Público Federal (MPF). Em nota assinada por procuradores da República do Pará, Mato Grosso e Brasília, o órgão justificou que a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) se recusou a acatar a recomendação que apontava uma séries de riscos socioambientais e aos cofres públicos, além do desrespeito a direitos de indígenas e ribeirinhos, com a realização das audiências antes das consultas aos povos afetados.
Os procuradores alertam que a homologação dos estudos para a concessão da ferrovia sem a consulta aos impactados pode levar à anulação desses estudos, que custaram R$ 33,7 milhões aos cofres públicos, e tornar ilegal todo o processo da concessão da ferrovia. Segundo eles, o relatório de viabilidade técnica da ferrovia homologado pelo Ministério dos Transportes sugere interpretação equivocada de portaria sobre a atuação de órgãos federais em processos de licenciamento ambiental, induzindo conclusão errada de que o trajeto “não afetaria áreas indígenas por estar a mais de dez quilômetros de distância”.
Fonte: Assessoria da Prefeitura de Sinop

sábado, 2 de dezembro de 2017

Dia 4 acontece em Itaituba uma audiência pública sobre a Ferrogrão

Na próxima semana acontecem as sessões presenciais da audiência pública para colher sugestões à minuta de edital e dos estudos técnicos que dizem respeito à concessão da Ferrogrão, ferrovia greenfield (sem estrutura física pronta), que liga os municípios de Sinop (MT) a Itaituba(PA).
As reuniões da Audiência Pública nº 14/2017 ocorrem na segunda-feira (4) em Itaituba (PA), e terça-feira (5) em Novo Progresso (PA).
O prazo da concessão é de 65 anos para investimento de R$ 14 bilhões. A concessionária será remunerada por meio da tarifas de transporte, de direito de passagem, de tráfego mútuo, além da exploração de receitas extraordinárias e outros.
A ferrovia deverá atender à demanda por uma infraestrutura integrada de transportes de carga para o escoamento de soja e milho da região entre Sinop, no Mato Groso, e Itaituba, no Pará.
As informações podem ser obtidas por meio do envio de correspondência eletrônica ao endereço: ap014_2017@antt.gov.br .
O período para o envio de contribuições vai até às 18 horas 15 de dezembro.
com Portogente
≤≥ blog RPI

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Dessa vez levou a pior: baleado que sorriu e mandou recado na porta da emergência do HMI foi assassinado em Itaituba-PA


Rudney Sousa Santos, 39 anos, conhecido Ney do Água Branca, foi morto com pelo menos três tiros na 4ª rua do bairro da liberdade, em Itaituba, sudoeste paraense. Ney havia sofrido no dia 18 de outubro uma tentativa de homicídio na Sexta rua com a travessa Lauro Sodré, onde recebera quatro tiros. Ney não só sobreviveu a vários tiros no abdômen, como surpreendeu a todos com algumas frases que falou ao sair da sala de raio X do HMI, ao dizer sorrido: "e ai André? é só nove bala que tão no meu corpo. Mas não vou morrer dessa não! avisa aí .....tem que levar na esportividade". Porém desta vez a situação foi diferente. Os assassinos efetuaram disparos contra a cabeça  de Ney, que foi a óbito, possivelmente, no local, apesar de ter sido levado pelo SAMU para a emergência.



≤≥ blog RPI // Rota Policial de Itaituba

Duas mortes violentas nesta noite em Itaituba

Esta quarta feira (29) teve dois eventos violentos que resultou em duas mortes. E os fatos ocorreram em horários aproximados, por volta das 19h40, um baleamento na 15ª rua, depois da travessa Raimundo Preto, que resultou em homicídio, com óbito ao dar entrada no HMI de Walison Andrade Ferreira e, na rodovia Transamazônica, em frente a entrada do bairro da paz, ponto que tem ceifado diversa vidas, e que nunca recebeu a atenção devida pelo poder público, que parece que não se sente responsável pelos seus munícipes e os deixa ao deus dará, Ezequias da Costa Lima, recruta do Exercito, se envolveu num acidente entre sua moto Pop e uma caminhonete Hilux, morrendo no local.

Walison, 20, é mais uma vítima do caminho de quem escolhe o mundo do crime onde os jovens são maioria. Eles vem seguindo essa trilha e tendo suas vidas encurtadas. Inclusive era recém saído da casa penal de Itaituba. Já o ainda mais jovem, de apenas 18, Ezequias, perdeu a vida num acidente trágico, também fato corriqueiro na nossa cidade. Ele era militar do exército e vivia o sonho de pertencer às filheiras da força militar. 
≤≥ blog RPI // Rota Policial de Itaituba

domingo, 26 de novembro de 2017

Comunidade de Creporizinho ajuda PM a construir novo Posto Policial

A segurança pública ganhará no início de dezembro as novas instalações do Posto Policial Destacado da Polícia Militar do distrito de Creporizinho, pertencente a cidade de Itaituba, sudoeste do Pará, distante, aproximadamente, 450 km da sede do município. As novas instalações são fruto de uma parceria dos policiais destacado ali e da comunidade, que recebeu de braços abertos essa empreitada de construir um novo prédio com a guarnição do sargento Renúbio, que está há alguns meses no comando daquele destacamento. Mas não foi fácil, precisou de muito esforço dos policiais e engajamento da comunidade. Também foi fundamental a contribuição de empresários, como a do  prefeito de Itaituba Valmir Climaco, que doou uma moto para angariar fundos. Esse prédio dará melhores condições de trabalho aos militares que prestam serviço na comunidade e um ambiente mais agradável para a população que procura atendimento. A unidade de polícia atende diversos garimpos situados na região garimpeira, sendo em torno de 4 mil moradores de Creporizinho e mais de 3 mil pessoas que moram em pelo menos 10 comunidades da região da rodovia PA-Transgarimpeira atendidas pelos policiais militares sediados naquele distrito. 











No dia 14 agosto de 2017 teve início a construção do prédio onde será a nova sede do Posto Policial Destacado - PPD 106 Creporizinho. Essa obra só começou a ser realizada após a chegada da Guarnição comandada pelo 1º SGT PM Renúbio e seus auxiliares 2º SGT Adelson, 3º SGTs Jorge e SGT D. Silva, cabos Moura, Francieude, Tavares, Rabelo e Laudenir. 







O movimento da comunidade para esta construção iniciou-se com um bingo beneficente, onde toda a comunidade se empenhou com muito esforço para colaborar, cuja premiação foi uma moto POP 110, doada pelo atual Prefeito Walmir Climaco, doação que ele fez como empresário. 
Todo dinheiro arrecadado no bingo foi destinado para pagar a mão de obra
prar o material restante. Segundo o sargento Renúbio, desde o início da obra não faltou esforços de todos, sendo que em torno de 90% dos colaboradores são da comunidade de Creporizinho. Mas as comunidades vizinhas também participaram dessa empreitada, como os garimpeiros que trabalham na Pista do Meio, Nova Descoberta, Invasão, Surubim, Tabocal e Palhal, entere outas. Também foram parceiros nessa luta a Fazenda Santa Rita, com o Caminhoneiro que transporta óleo para a comunidade, trazendo em seu caminhão os materiais que eram comprados na cidade de Itaituba. Participação também importante dos serradores que doaram toda a madeira do telhado e do forro.






A própria GU PM participou dos trabalhos diretamente fazendo serviços braçais, carregando areia, tijolos, madeira, telhas e os materiais que estavam sendo descarregados. Esta obra era pra ser feita há vários anos por governantes que sempre prometiam e nada se cumpria. Graças a Deus e aos esforços e a ajuda de todos desta comunidade e região vizinha, este sonho está sendo realizado, e em poucos dias o novo prédio do PPD 106 Creporizinho será finalizado e se tudo correr dentro do esperado a inauguração ocorrerá na data prevista, dia 2 de dezembro.
≤≥ blog RPI // Rota Policial de Itaituba