MENU

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

WhatsApp é 'pirataria pura', diz presidente da Vivo

O presidente da Vivo, Amos Genish, disse em evento que o WhatsApp, aplicativo de troca de mensagens que também permite chamadas telefônicas, é "pirataria pura" e só funciona desta forma no país devido à ausência de regras regulatórias, fiscais e jurídicas.

"Não tenho nada contra o WhatsApp, que é uma ferramenta muito boa, mas precisamos criar regras iguais para o mesmo jogo", defendeu Genish. "O fato de existir uma operadora sem licença no Brasil é um problema."

Genish defende que o aplicativo, na prática, estaria funcionando como uma operadora de telefonia. Empresas como Vivo, Claro, TIM e Oi precisam de licenças e autorizações para prestar serviços no país e são reguladas pela Anatel.

O presidente da Vivo também não poupou outros aplicativos como o iMessenger, da Apple, que oferece serviços semelhantes. "Usam os nossos números [de telefone] para mandar mensagem grátis."

Sobre uma parceria com o WhatsApp, Genish indicou que "nunca vai acontecer". "Espero que outras operadoras acordem para não cooperar com uma empresa que viola as leis brasileiras." A operadora TIM é a única brasileira que tem um acordo com o aplicativo.
(Jornal do Brasil)




Nenhum comentário:

Postar um comentário

colabore: envie seu comentario para o blog